013b173f

Papo de Faixa preta

Hoje venho falar de um Faixa preta muito especial do meu tatame, Eduardo, mais conhecido como Gugu…

Sabe aquele cara categórico, que está presente precisamente todos os dias no treino… E não falo de uma presença qualquer onde apenas se encontra fisicamente no ambiente não, falo de um cara que está sempre bem disposto, cordial com todos, e que ao entrar no tatame vai do início ao fim do treino muito ativo e diligente para com todos.

Vejo que uma das características mais marcantes do Gugu fora e dentro do tatame é o respeito e empatia pelo próximo, ele está sempre disposto a ajudar qualquer um, independente de faixa, de porte físico, sempre se coloca no game pra fazer acontecer com ele e com todos.

Tendo em vista que, ele nunca deixa de treinar nem por cansaço, nem por desgaste físico, por problema algum, pode-se dizer que ele terá uma grande chance de se lesionar ao longo do tempo, o que de fato já vem começando acontecer.

E aí eu fiquei com essa incógnita comigo mesmo, de entender como eu demonstraria minha preocupação pra um cara que é extremamente valioso para o meu tatame, e que sim, eu quero que esteja aqui sempre…
Mais simples do que imaginam, me coloquei na posição dele e nessa semana semana mesmo eu o fiz uma pergunta que tinha certeza, no mínimo, o faria pensar em sua posição também.

Eu disse… “Imagina se você não pudesse mais treinar Jiu Jitsu”, pedi pra ele refletir sobre isso, percebi o quanto mexeu essa minha indagação à ele, e realmente, minha intenção foi o atingir de uma certa forma, pra que ele entendesse de fato o quão ruim seria para ambos a ausência dele caso ele não se cuidasse mais, não tivesse aquele trato com ele mesmo…

Uma pessoa como esta, com certeza eu não quero perder, pessoas que somam para o grupo e fazem a diferença em minha escola, assim como o Gugu, eu quero sempre por perto, e por isso, venho buscando um modo de me inter-relacionar com tais pessoas, para que eu compreenda o ponto de cada um e possa acessa-los de fato, e, assim consiga fazer mais e manter nossa história sempre com as “figurinhas completas”.

Agradeço à todos pela atenção!
Atenciosamente,
Mestre Casquinha

Share this post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email